CC Radio Portugal

domingo, 22 de novembro de 2015

Estou cansada!

Estou cansada...

De lutar desesperdadamente e sentir que o "tudo" se desvanece. Estou cansada de acreditar em pessoas que em nada contribuem para a sua afirmação pessoal.
Cansei de tentar recuperar algum crédito que ao longo de alguns anos acreditei que fosses mais fiel a ti próprio... e mais triste...
Mais triste ainda é assistir à tua metamorfose.
Uma transformação que ao longo destes anos só tem vindo a deteorar-se, sem qualquer pingo de responsabilidade ou credibilidade.
Estou cansada!
Já nem a decepção me faz chorar como antigamente, até mesmo porque sei perfeitamente o que da tua parte eu espero!
Não crio expectativas porque não há nada para criar!
Sigo em frente
A cada dia que passa tristemente revelas a tua falta de motivação ou incapacidade por tudo o que te rodeia!
Tu saberás o que queres fazer da tua vida, agora eu...
Estou cansada!
Recuso-me a levar por tabela com as tuas frustrações como pessoa!
Recuso-me a que me falhes constantemente porque eu não te falho!
Recuso-me a tentar ajudar quem não quer ser ajudado!
Recuso-me a aceitar que não mudes, porque se existe algo que acredito, é que a Vida te ensinará a crescer e a saber valorizar!
Mas neste momento e em relação a TI:

Estou cansada!




Carmen Dolores 22/11/2015

domingo, 11 de outubro de 2015

Mereço alguém que soma e não suma!



Mereço alguém que não abandone a conversa mesmo quando não tiver mais assunto para continuar. Alguém que faça questão de se sentar ao meu lado, que encontre sempre um espaço e um tempo para me encaixar mesmo que a rotina seja apertada e o tempo curto demais. Alguém que confira se tranquei as portas, e se desliguei o café porque eu esqueço sempre. Alguém que saiba que amar não é obrigação, que zelar é um gesto importante e que o amor não se acaba com os erros. Alguém que tenha paciência comigo, que aceite o meu atraso porque eu sempre fui indeciso em escolher a melhor roupa para não fazer feio. Alguém que entenda a minha mania de ansiedade. Alguém que me leve ao cinema sem data ou hora marcada, que me faça bem, que me tire da cama e me apresente aos lugares, aos amigos e ao mundo. Alguém que me abrace mesmo suado, que me beije de manhã cedo sem pensar em bafo, que acaricie a minha nuca e que, ao mesmo tempo que me olha, diga com um só sorriso que eu sou importante sim.
Mereço alguém que me encare quando eu estiver distraído, que sorria da minha cara de preocupado e de assustado, que me ligue para narrar o seu dia, que encoste o ombro no meu peito enquanto faz frio e o filme passa.

Alguém que não precise de mim apenas nos piores momentos, mas que precise de mim sempre. Alguém que não tenha vergonha, nem orgulho, que some e não suma, que fique e não desapareça, que não me vire a cara se eu disser tolices e que, ao menos, me permita dar um beijo como desculpas. Alguém que me faça sorrir sem se preocupar, nem se importar se o meu cartão de crédito está no vermelho ou se vou ter que pagar duas cadeiras na faculdade. Alguém que me faça esquecer os problemas só em sorrir para mim e que me deixe com aquela sensação ao voltar para casa de que o meu dia está ótimo mesmo quando estiver um desastre. Alguém que encontre nos piores momentos uma lição, e que nos melhores momentos encontre sempre um bom exemplo para melhorar a nossa relação. Não mereço alguém que não sabe o que quer, mereço alguém com certezas. Mereço alguém que seja sincero comigo e principalmente, que se entregue por inteiro porque eu não estou aqui para receber metade de ninguém.

Não mereço alguém que tenha conversas sem nexo, que enrole, que fale meias palavras e se encha de desculpas. Não mereço alguém que me dê mais perguntas do que certezas, que seja a causa e não a solução para os meus problemas. Mereço alguém que troque o seu domingo de praia por um domingo em casa, que acorde tarde e que use os meus chinelos sem se importar se são dez vezes maiores do que o seu pé. Alguém que repare no estado do tempo mas que não tenha medo dele, que tenha a mania de ler as notícias dos jornais só depois de ter lido o horóscopo do dia na página seis. Alguém que largue as roupas pela casa, que estenda a toalha no varal meio bagunçada, que se sinta bem comigo e que mesmo depois de me mandar para o inferno, me procure. Alguém que chegue rápido, que adie a hora de ir, que fique para agora e que vá só depois que a saudade se acalmar um pouquinho. Alguém que não desista de mim e que me faça sentir que sou realmente importante e necessário.




In: STB

Namora com uma pessoa que te namore.


Precisas namorar com uma pessoa que deixou o passado para trás, que planeia um futuro ao teu lado.

Namora com uma pessoa que não tenha dúvidas. Que seja presente, e nunca ausente. Uma pessoa que te conforte, te oriente e te apoie. Namora com uma pessoa que não tenha desculpas, apenas em pedidos de arrependimentos ou erros. Com uma pessoa que te faça sorrir constantemente. Namora com uma pessoa que também te tenha escolhido, que se entregue intensamente e que não meça limites para te agradar. Namora com uma pessoa que não tenha vergonha ou medo de demonstrar os sentimentos. Com uma pessoa em quem tu possas confiar, contar e desabafar. Namora com uma pessoa que desperte o melhor de ti, mesmo sem querer. Namora com uma pessoa que te conquiste todos os dias.

Namora com uma pessoa que te causa insónia, ou quem sabe, que te passa segurança o suficiente para tu dormires profundamente. Namora com uma pessoa que te coloque em primeiro plano, e em todos os próximos. Namora com uma pessoa que seja gentil, e que não perca o equilíbrio em situações extremas. Namora com uma pessoa que te assuma, sem receios, que não te esconda, nunca. Namora com uma pessoa que tenha coragem para enfrentar os imprevistos da vida, que não vai soltar a tua mão em momentos difíceis. Namora com uma pessoa que não desista, que insista e persista. Com uma pessoa que te espere, e não te apresse. Namora com uma pessoa que te faça perder a noção do tempo, com uma pessoa que te causa arrepios. Namora com alguém que sinta a tua falta. Com uma pessoa que, no silêncio, saiba escutar-te.

Namora com uma pessoa que leve o café da manhã à cama. Com uma pessoa que prepare surpresas inesperadas. Namora com uma pessoa que te mande várias mensagens durante o dia, e ainda te ligue nos intervalos. Namora com uma pessoa que ao invés de te acusar, queira ser o teu cúmplice. Namora com uma pessoa que seja companheira e amiga. Namora com uma pessoa que te preencha com mais certezas do que perguntas. Namora com uma pessoa que transforme sonhos em realidade. Namora com uma pessoa que chegue mais vezes e não suporte despedidas. Namora com uma pessoa que sinta saudade, que faça cafuné. Namora com uma pessoa que não deixe nada para depois, que faça acontecer agora. Namora com uma pessoa que sinta orgulho de ti, e que te incentive a ser ainda mais admirável. Namora com uma pessoa que desapegue do telemóvel quando está contigo, que viva no mundo real. Namora com uma pessoa que desperte a tua atracção, e que faça amor ao invés de sexo. Namora com uma pessoa que te inspire, que te faça cantar pelos cantos ou desenhar corações no vidro embaciado.

Namora com uma pessoa pela qual tu estejas apaixonado, e que mantenha essa chama sempre acesa. Namora com uma pessoa de quem tu gostes do beijo, do toque e do cheiro. Namora com uma pessoa que te olhe de dentro para fora, e saiba, sem hesitar, que só existes tu e ninguém mais. Namora com alguém que planeie um casamento, que queira ter filhos e animais de estimação. Namora com uma pessoa que vai conhecer os teus parentes e tornar-se parte da tua família. Namora com alguém que se preocupe e te cuide.

Namora com uma pessoa que tu agradeças com olhos lacrimejados, por depois de tantos equívocos, ter colocado sentido na tua busca incessante por um relacionamento ideal. E finalmente, ter feito todos os primeiros pedaços de bolo tornarem-se a tua dieta mais saudável: de amor, carinho e respeito, em apenas uma pessoa.

In STB

terça-feira, 15 de setembro de 2015

Silêncio!

Silêncio!

Quero emudecer o som agudo
Que me deixa transtornada
Prorrogar com este conteúdo
É sentir-me inútil e desapontada

Não ambiciono ser a expectativa
Não almejo prejudicar seja quem for
Não sou nem quero ser a alternativa
Do olhar de quem lhe vi hoje a dor

Desconheço o que poderei implementar
Para aliviar a carga desta frustração
Receio não encontrar a sustentação elementar
Para lidar e controlar a situação

Hoje e só por hoje
Remeto-me ao...

Silêncio!


Carmen Dolores 15.09.2015

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Não te esqueças de me amar nos dias dificeis!


Há dias que o amor é lindo, colorido, leve. Sentimos o calor um do outro e ao mesmo tempo um friozinho na barriga. Mas o frio na barriga passa, a rotina chega. Com a rotina chegam os dias preto e branco, nublados, às vezes até pesados. Chega o cansaço do trabalho, da vida, um do outro. Nesses dias, eu não espero flores, nem que tu concordes com tudo o que eu digo, ou que te submetas ao meu mau humor. Eu tenho só um pedido a fazer: não te esqueças de me amar.

Não te esqueças de me amar nas diferenças, na minha ausência, quando eu estiver sem tempo para nós dois. Eu sei, eu consigo ser teimosa, intolerante, “pavio curto”. Eu visto uma armadura de auto-suficiência e digo que fico bem se tu fores embora, mas não é verdade. Aliás, não te esqueças de me amar quando eu disser que quero ficar sozinha – este é o momento que eu mais preciso do teu amor e de ti por perto. 
Não deve ser fácil amares-me nos dias que eu insisto em não ser amada… mas engana-se quem pensa que o amor só tem “porquês”, ele é cheio de “apesar de”. Só quem ama sabe a dor e a delícia que é fazer um relacionamento dar certo. Por isso fica a saber que nos dias mais difíceis, quando o apesar se sobressai, eu não me esqueço de te amar também.

Lembra-te de me amares quando o meu cabelo estiver despenteado e as minhas unhas não estiverem feitas. Quando tu perceberes que eu tenho celulite e que sem maquilhagem as minhas olheiras aparecem. Eu sou perfeccionista, mas nem de longe sou perfeita. E por mais que eu queira conquistar aquele corpo tonificado, algumas vezes eu vou trocar o ginásio por um pote de Nutella, e provavelmente a seguir ainda irei ficar irritada com a balança, a sentir-me injustiçada! Pode parecer incoerente, tu não precisas dizer que entendes, apenas dizer que me amas como eu sou, agora que conheces todos os meus defeitos.

Sim, eu sei, tu apaixonaste-te por uma menina doce, ninguém te contou que as palavras que saem da boca dela também podiam ser duras. Tu apaixonaste-te por uma mulher tranquila e equilibrada, provavelmente tu não sabias que esta mesma mulher também discute, grita, perde o controlo e bate a porta. Mas eu estou aqui para te contar que do outro lado da porta batida, existe um coração partido. E por trás da máscara de mulher independente, ainda existe a menina, e entre tantos desacertos, ela só quer acertar contigo.

Eu que não sou de pedir nada, quero fazer-te um pedido: quando pensares em me esquecer, não te esqueças de me amar.

Texto de Milene da Mata

Mulher não desiste, ela cansa-se (Via JAF)


Mulher não desiste, ela cansa-se. Nós temos esta coisa de ir até o fim, esgotar todas as possibilidades, pagar para ver. Nós pagamos mesmo. Pagamos caro, com juros e até em parcelas. Mas não tem preço poder sair de cabeça erguida, sem sentimento de culpa, sem “e se…”. 

Nós completamos o percurso e às vezes até ficamos a andar em círculos, mas quando mudamos de caminho, meu amigo, é fim de jogo para ti. Enquanto nós mostramos ciúmes e saudade, pára de reclamar e agradece a Deus! Porque no dia em que a gente aceitar tranquilamente dividir-te com o mundo, nós não ficamos mais compreensivas, nós simplesmente paramos de nos importar, já era.

Quem ama, cuida! E nós cuidamos, até demais, mas dar sem receber é caridade, não carinho. E estamos numa relação, não numa sessão espiritual. Nós entendemos e respeitamos o teu jeito de ser, desde que tu supras pelo menos o mínimo das nossas necessidades, principalmente emocionais, porque carne existe em qualquer esquina. Vocês nem sempre sabem, mas além de peito e bunda, nós temos sentimentos, quase sempre à flor da pele.
Somos damas, somos dramas, acostumem-se. Mulher não é boneca insuflável, mulher de verdade só tem quem pode! Levar muitos corpos para a cama é fácil, quero ver aguentares a tarefa de conquistar corpo e alma, até ao final.

Texto de Tati Bernardi

domingo, 19 de julho de 2015

Diante do Espelho!


Diante do espelho eu estava me olhando e não me reconhecia. Quem era aquela? Quem é você? Quem sou eu?

Me perdoe, mas você precisa partir. Você não cabe mais aqui, seu tempo já passou e eu preciso me reinventar. Você fez sua parte bem feita. Foi boa filha, boa amiga, boa namorada, boa aluna, enfim… Você foi boa até demais! Agora chegou a hora de mudar de atitude, de perspectiva, de objetivos e de ângulo.

Vou mudar nosso caminho, nosso destino ou apenas nossa rotina. Preciso de novas experiências, novas histórias e novos encontros. A vida está aí, passando diante dos meus olhos… As pessoas vieram, partiram e eu permaneci aqui. Eu não, você! Mas agora você vai partir para dar lugar a mim. A mulher que nasceu aqui dentro e que agora quer sair para tomar as rédeas da situação.

Não sei quando aconteceu, mas em algum momento eu me perdi de você. Me perdi de mim, dos meus sonhos, dos meus objetivos… Me anulei diante da vida e assim não podemos continuar. Preciso tomar uma atitude. E precisa ser agora!

Eu e você, você e eu. Continuaremos a ser a mesma pessoa. Sempre me lembrarei da nossa linda infância e nossa bagunçada juventude com muito carinho. Mas passado é passado e o presente está aqui, nesse exato instante, ordenando que eu seja nova.

De hoje em diante você fica aqui, no reflexo do espelho e eu vou sair por aí, vivendo e descobrindo em que nos tornamos. Sei que seremos felizes e prometo que vou cuidar de tudo. Mas de maneira diferente, mais madura, mais leve e mais ampla. Vou parar de olhar para os lados e agora vou olhar e caminhar apenas para frente. O futuro está aí, no próximo segundo. Não posso mais perder tempo.

Preciso viver a verdade, a nossa verdade. Não quero mais amores destrutivos, não vou mais de dedicar às pessoas que não nos merecem. Vou manter minhas amigas por perto, mas apenas as verdadeiras. Vou continuar cuidando da saúde e prometo seguir a dieta. Mas eu quero correr o mundo, conhecer novos horizontes, novos ares e novas vistas.

Quero comer pizza sem peso na consciência, quero beijos roubados, quero leveza, astral e saudade. Quero rir do que me alegra e chorar as minhas dores sem vergonha. Quero acreditar que a felicidade existe e basta. Quero esquecer um pouco os problemas, as contas e os desencontros. Quero correr sem pensar, sem cansar, sem pesar. Quero a coragem e a covardia de um amor. Vou pular de paraquedas, aprender a surfar e tomar uma dose de Busca Vida.

Eu sei que nunca pensei em fazer as coisas assim, no impulso, mas calcular demais não deu certo. Me perdoa, mas agora você precisa ir embora. E quando você virar as costas eu vou gritar. Vou me reinventar e tenho certeza que serei criativa.

Autoria: Monika Jordão

Se for para namorar....


Se for para namorar de maneira contida, cheia de dedos fora do lugar e temendo parecer o mais brega dos seres, qual é a graça?

Se for para namorar sem porres às sextas-feiras, cineminha – e pipocas! – aos domingos e saudade imensa às segundas-feiras, qual é a graça?

Se for para namorar sem inventar aqueles apelidos bizarros, sem acreditar que aquela música foi especialmente composta para o casal e sem um pingo de ciúme daquele moço bonito do trabalho dela, qual é a graça?

Se for para namorar com medo de acordar os vizinhos com gemidos, de incomodar os mal-humorados com gargalhadas desenfreadas e de, graças a declarações públicas de amor, virar piada na boca invejosa dos insensíveis, qual é a graça?

Se for para namorar sem possuir uma caixa cheia de lembranças e cartões antigos, sem tirar fotos clichês com o pôr do sol ao fundo e sem saber qual sabor de pizza ela prefere, qual é a graça?


Se for para namorar sem virar a noite começando frases com “Você se lembra do dia em que nós…”, sem dizer “Eu te amo” quando ela parecer insegura e sem afirmar “Logo você ficará boa!” quando a gripe dela chegar, qual é a graça?

Se for para namorar com vergonha de assumir que você precisa de colo, que está com pavor de perdê-la e que você errou feio quando foi grosso, qual é a graça?

Se for para namorar sem vontade de levá-la para voar de balão na Capadócia, passar o Natal em Nova Iorque e comer pastel pelando na feira, qual é a graça?

Se for para namorar sem saber que ela prefere chocolate amargo, que não gosta de presunto e que ama pão com vinagrete, qual é a graça?

Se for para namorar apenas para ter um estepe, por não suportar a sua própria companhia e para dizer aos amigos que você é capaz de conquistar alguém, qual é a graça?

Se for para namorar preocupado com aquilo que os outros vão pensar, importando-se com o que dizem as tias fofoqueiras e com medo de apresentá-la aos seus amigos, qual é a graça?

Se for para namorar apenas para mudar o status do Facebook, publicar no Instagram e ter com quem conversar no WhatsApp, qual é a graça?

Se for para namorar, que seja com coragem de se declarar disposto a matar e morrer por ela – nem que apenas dentro de uma poesia exagerada como só a poesia sabe ser -, senão, qual é a graça?

Autoria: Ricardo Coiro
In: Entenda os homens

VOCÊ NUNCA SABERÁ COMO É ACORDAR COMIGO


Ontem terminamos, não brigamos, não juramos coisas que não iríamos cumprir ontem somente nos cumprimentamos e soltamos as mãos sem pestanejar.

Ontem terminamos o que pra todo mundo nunca aconteceu.

Nossas noites sempre acabavam nas madrugadas, ao som de um despertador atrasado, avisando que a vida estava lá fora e que precisávamos ir, antes do dia amanhecer.

Aquelas roupas jogadas pela casa e o medo de sermos vistos as escondidas na saída da garagem quando faltavam apenas 30 minutos para o nascer do sol.

Você não saberá como é acordar ao meu lado, como é sentir o abraço gostoso de bom dia que eu guardo nos braços. Você não saberá como é bom o café da manhã enquanto eu conto meus planos do dia, enquanto conto os pepinos que passei no dia anterior, ou os abacaxis que tive que descascar no trabalho.

Você nunca me verá andando de pijama pela casa, enquanto procuro os chinelos que se perdem no meio das roupas jogadas, devido a noite anterior.

Não me verá fazendo almoço usando sua camisa, nem o quanto fico sexy de meias e chinelos. Você não estará quando eu cantar sem saber a letra, naqueles dias em que acordarei com o humor de quem ganha na loteria. Não verá o quanto danço bem em cima do sofá, e o quanto a cama serve de trampolim quando toca Wannabe das Spice Gils. Você nunca verá.

Nunca saberá que durmo de bruços e com três travesseiros quando você vai embora.

Nem o quanto penso que poderia ter aceitado ficar, naquele dia em que você implorou que eu dormisse com você, e que eu fui. Deveria ter ficado, deveria ter voltado, deveria ter arriscado dormir em seus braços, só pra saber como é acordar com você.

Nós não sairemos pra passear com os cachorros, não faremos aquela viagem para surfar, nem desceremos aquela ladeira de skate, como combinamos. Não acamparemos naquele feriado, nem participaremos daquela maratona. Não iremos mais nos ver, que não entre essas pessoas das quais não podem saber da nossa ligação.

Você nem teve tempo de escutar minhas piadas, de saber sobre minha vida fora dessa cidade, você não teve tempo de me ver gargalhar até doer a barriga, enquanto tento contar aquela história que só acontece comigo. Você não soube dos meus planos, tão parecidos com os seus, não soube do meu gosto musical e o quanto eu adorava quando tocava um Jay-z no seu carro, é sério.

Do mesmo jeito que começou, acabou antes do sol nascer. E você nunca saberá como é acordar comigo em um domingo.

Autoria: Alessandra MenegazIn: Catwalk

quinta-feira, 25 de junho de 2015

TÉCNICAS INFALÍVEIS PARA AUMENTAR O PRAZER FEMININO


Estas são algumas técnicas para os homens aprenderem a usar. Com elas, irão fazer as vossas companheiras a ir às nuvens, ver estrelas, dar uma volta ao planeta e ficar a flutuar por umas horas. Às meninas aconselhamos a mostrar estas técnicas aos seus mais que tudo, ambos vão adorar.

Mãos molhadas: Senta a tua parceira numa cadeira da cozinha. Certifica-te de que ela tem uma visão privilegiada de tudo o que vais fazer. Enche uma pia com água e adiciona uns pingos de detergente. Segura numa esponja macia, mergulha as tuas mãos na água e pega num prato. De seguida esfrega toda a superfície do prato em movimentos circulares. De seguida enxagua o prato e coloca-o a secar. Repete todo o processo com toda a louça do jantar até a tua parceira estar a gemer de satisfação. Podes também usar uma técnica mais actual que envolve um processo semelhante, mas recorrendo a uma máquina de lavar louça.

Vibrando pela sala: Esta técnica é um pouco mais difícil do que a primeira, mas com prática vais tornar-te um especialista e a tua parceira vai ficar louca de cada vez que a usares. Pega num aspirador, gentilmente mostrando que estás no controle, liga-o a uma tomada, aperta os botões na ordem correcta. Neste ponto o aspirador e a tua parceira estarão prontos para o que virá a seguir. Lentamente vai-te movendo para a frente e para trás, por toda a sala. Vai mudando depois de local, gradualmente. Repete o processo até atingires os resultados esperados.

Camisa molhada: Este jogo é bastante simples. Baseia-se em mente rápida e reflexos certeiros. Se conseguires acertar nisto, vais conseguir até que a tua parceira fale com todas as suas amigas sobre a tua performance. Precisas apenas de duas pilhas, uma de roupa branca, outra de roupa colorida. Enche a máquina de lavar com uma das pilhas, peça a peça e com muita sensualidade. Vai depois derramando suavemente o sabão em pó para dentro da máquina (usa a quantidade exacta que o fabricante recomenda para deixares a tua parceira no ponto). Fecha a tampa e liga o motor. Depois disto repete o processo para a outra pilha. No final das duas pilhas, a tua parceira deve estar já em êxtase, agora para “cereja em cima do bolo” basta pegares em cada peça molhada e estende-la para que seque.

O que sobe, desce: Esta técnica é a mais simples de todas. Mas não traz menos satisfação à tua parceira por ser mais simples. Ela não te vai resistir de cada vez que usares esta técnica. Ao ir ao WC, levanta o tampo da sanita. Ao terminar, baixa-o de novo. Faz isso todas as vezes. Ela vai precisar de atendimento médico de tanto prazer.

Loucura total: Utiliza esta técnica com moderação, porque caso contrário podes levar a tua companheira a um ponto de satisfação tal que ela pode não voltar nunca mais ao normal. Começa por fazer isto apenas uma vez por semana, é o mais seguro. Mas antes, experimenta sozinho e quando achares que estás pronto, tenta com ela a uma sexta à noite. Funciona muito bem quando ela chega do trabalho. Aprende a fazer uma refeição completa, quando ela chegar a casa, tem preparado um banho aromático com água morna. Enquanto ela lá está, termina os preparativos do jantar e serve-o quando ela vier bem relaxada do seu banho. Mais uma vez, moderação nesta técnica, ela pode atingir um ponto que não terá mais volta.

In: Ele e Ela

QUERO-TE POR INTEIRO

Não quero metade de ti.

Quero-te com todas as partes, com todas as qualidades e com todos os defeitos.
Quero porque te amo. E amo-te por inteiro. Por isso, não me contento com metade de ti.

Vem se achares que vale a pena, mas se vieres, vem contigo. Não venhas com outro alguém senão tu. Não quero cópias de ti, quero-te assim. Quero que me agarres, que me abraces e que me beijes como só tu sabes. E quero morder-te a orelha, dizer-te que te amo e corar com a tua resposta. Mas quero que seja sincera. E que seja a maior verdade que alguma vez me contes.

Não te escondas de mim. Solta-te dessa amarra que te impede de voar. E voa! Voa para perto de mim, porque eu preciso de ti. Preciso de nós.

E quero-te por inteiro, porque te amo. E amo sem saber o que isso significa, mas amo. Porque não te quero perder. Dói só de pensar. Quero-te comigo. Para sempre, talvez. Ou se isso não for possível, até ao fim de nós. Mas quero-te por inteiro porque é mais difícil perder-te.

Ainda assim, quero-te livre. Mas quero que saibas o caminho de volta e que te lembres dos nossos segredos. Quero que os guardes como se fossem ouro. E, no fundo, são o nosso tesouro. Aquilo que nos mantém unidos, que nos mantém inteiros, que nos mantém um só.

Mas quero-te por inteiro, porque te amo. E posso continuar a não saber qual a melhor definição do amor, mas sinto-o. E sinto que te amo. E amo-te como tu és. Aliás, amo-te pelo que és. E pelo que me fazes ser. Amo-te porque me amo quando estou contigo. E contigo sou inteira. Por isso, não me contento com metade de ti.


Fonte: Ela e Ele

sexta-feira, 12 de junho de 2015

Conhece Irena Sendler - O Anjo do Gueto de Varsóvia? Faça uma pausa!


Você sabe o que é Zegota? 

Zegota (Resgate)

Durante a 2ª Guerra Mundial, Irena conseguiu uma autorização para trabalhar no Gueto de Varsóvia, como especialista de canalizações. Mas os seus planos iam mais além... Sabia quais eram os planos dos nazis relativamente aos judeus (sendo alemã!).

Irena trazia crianças escondidas no fundo da sua caixa de ferramentas e levava um saco de sarapilheira na parte de trás da sua caminhonete (para crianças de maior tamanho).

Também levava na parte de trás da camioneta um cão, a quem ensinara a ladrar aos soldados nazis quando entrava e saia do Gueto. Claro que os soldados não queriam nada com o cão e o ladrar deste encobriria qualquer ruído que os meninos pudessem fazer.
Enquanto pôde manter este trabalho, conseguiu retirar e salvar cerca de 2500 crianças.

Por fim os nazis apanharam-na. Souberam dessas atividades e em 20 de Outubro de 1943 Irena Sendler foi presa pelaGestapo e levada para a infame prisão de Pawiak, onde foi brutalmente torturada.Num colchão de palha, encontrou uma pequena estampa deJesus com a inscrição: “Jesus, em Vós confio”, e conservou-a consigo até 1979, quando a ofereceu ao Papa João Paulo II.

Ela, a única que sabia os nomes e moradas das famílias que albergavam crianças judias, suportou a tortura e negou trair seus colaboradores ou as crianças ocultas. Quebraram-lhe os ossos dos pés e das pernas, mas não conseguiram quebrar a sua determinação. Já recuperada foi, no entanto, condenada à morte.

Enquanto esperava pela execução, um soldado alemão levou-a para um "interrogatório adicional". Ao sair, ele gritou-lhe em polaco: "Corra!".
Esperando ser baleada pelas costas, Irena, contudo, correu por uma porta lateral e fugiu, escondendo-se nos becos cobertos de neve até ter certeza de que não fora seguida. No dia seguinte, já abrigada entre amigos, Irena encontrou o seu nome na lista de polacos executados que os alemães publicavam nos jornais.

Os membros da organização Żegota("Resgate") tinham conseguido deter a execução de Irena, subornando os alemães e Irena continuou a trabalhar com uma identidade falsa.

Irena mantinha um registo com o nome de todas as crianças que conseguiu retirar do Gueto, guardadas num frasco de vidro enterrado debaixo de uma árvore no seu jardim.

Depois de terminada a guerra tentou localizar os pais que tivessem sobrevivido e reunir a família. A maioria tinha sido levada para as câmaras de gás. Para aqueles que tinham perdido os pais, ajudou a encontrar casas de acolhimento ou pais adotivos.

Em 2006 foi proposta para receber o Prêmio Nobel da Paz... mas não foi selecionada. Quem o recebeu foi Al Gore por sua campanha sobre o Aquecimento Global.

Não permitamos que alguma vez esta Senhora seja esquecida!!

Passaram já mais de 60 anos, desde que terminou a 2ª Guerra Mundial na Europa. Esta mensagem tem visa uma cadeia comemorativa, em memória dos 6 milhões de judeus, 20 milhões de russos, 10 milhões de cristãos (inclusive 1.900 sacerdotes católicos ), 500 mil ciganos, centenas de milhares de socialistas, comunistas e democratas e milhares de deficientes físicos e mentais e que foram assassinados, massacrados, violados, mortos à fome e humilhados, com os povos do mundo muitas vezes olhando para o outro lado...

Agora, mais do que nunca, com o recrudescimento do racismo, da discriminação e os massacres de milhões civis em conflitos e guerras sem fim em todos os continentes, é imperativo assegurar que o Mundo nunca esqueça. Gente como Irena Sendler, que salvou milhares de vidas praticamente sozinha, é extremamente necessária.
"A razão pela qual resgatei as crianças tem origem no meu lar, na minha infância.
Fui educada na crença de que uma pessoa necessitada deve ser ajudada com o coração, sem importar a sua religião ou nacionalidade
." - Irena Sendler

Em memória a Irene Sendler1910 - 2008

terça-feira, 19 de maio de 2015

A Profissão da actualidade: Desemprego


Hoje dei com uma das muitas situações que ocorrem neste País e aqui no interior, a exepção não foge à regra: Desemprego.

Amigo Valentim Pereira, nomeei o teu nome porque vi o teu desabafo e vem ao encontro não só na minha realidade, bem como, a de muitos amigos que temos em comum.

Em primeiro lugar: vá lá, levanta a fasquia! 
Compreendo e tenho perfeita noção que as coisas em Elvas não estão nada fáceis, aliás.. nem sei como vamos ultrapassar esta queda eminente de desemprego que acresce a cada dia que passa. Também compreendo que face à situação financeira em que a maior parte de nós nos encontramos, os nossos sentimentos positivos se encontram adormecidos, e se existe alguma gota de prazer, esta, torna-se fugaz num oceano de dor emocional.

A dor é itensificada a cada tentativa frustrada na procura do mesmo: sentimo-nos fragmentados, incompreendidos, ninguém parece entender ou importar-se e até consideramos mesmo que algumas pessoas parecem hipócritas... já bem basta termos perdido a nossa fonte de rendimento, senão, perdemos a nossa identidade profissional, auto-estima e auto-confiança!

Garantidamente não me engano nesta avaliação!

Só que repara nos efeitos colaterais: A juntar a este "Coktail de vivencia diária" ainda surge um sentimento de maior preocupação, ansiedade, medo, zanga, angustia e que nos torna mais vulneráveis, e com uma percepção da realidade alterada que nos conduz ao sentimento de culpa e remorços por não conseguirmos os objectivos pré-establecidos.
Mas atenção, isto não vai durar sempre e face ao que li no teu desabafo, reserva-me o direito de como tua amiga te dizer:
  • Não te substimes, nem a ti, nem aos teus potenciais: pior que não tentar é ficar parado, (a mim por exemplo da-me para não descansar... tipo 48h a 72h seguidas, quando não é mais, sem dormir) e sabes perfeitamente que os TOUROS não desistem, podem tardar, mas ELES NÃO DESISTEM.
  • Mantém a tua mente ocupada, seja com o que for: amigos, contactos, inventa motivos, mantém-te ligado a coisas e pessoas que te proporcionam prazer. Garanto-te há sempre uma ideia que pode surgir quando menos esperas;
  • Faz os esforços necessários para te manteres positivo: acção e pensamento.
  • Evita lembranças do passado: embora o mesmo seja importante, principalmente no que se relaciona a experiência, não vale a pena pensares em como chegaste a esta situação; por muito que me custe dizer-te: Aceita que estás nestas condições mas sobretudo ACREDITA que VAIS SAIR DELA.
  • Quanto mais rápido te mentalizares desta realidade, mais facilmente consegues adoptar novas medidas, isto porque às vezes é necessário recorremos à ajuda dos amigos e se estiveres rodeado de pessoas que acreditam em ti e nas tuas capacidades, tal como eu e muitos amigos teus, acreditamos, também este feeling se tornará presente e vivo em ti passando a ser normal e abrem novos horizontes que a mente... tinha adormecido (recordas do que te falei inicialmente).
Este é apenas mais um desafio e encara-o como tal!
Não te estou a mencionar nada que já não saibas, e sei que tens feito o possível e o impossível para atingires os patamares necessários; Garantidamente tanto os teus filhotes como a Maria e muitos dos teus amigos têm muito orgulho em ti.
E estou plenamente de acordo com a Carla Pardal, quando te frisou o mais importante:
"...E claro q és esperto, um bom pai e eles ainda vão aprender algo d ti. Não há trabalho, certo. Então ensina a eles não desistir cm tu não o fizeste"
Tá tudo dito!

Por certo, deixo-te um link do you tube (um pouco antigo, eu sei) mas trata-se de um projecto sem fins lucrativos que apoia desempregados na reinserção no mercado de trabalho através da formação.
Nunca se sabe, por onde começa o nosso pontapé de saída.

https://www.youtube.com/watch?v=U_eLLcDKkHg


Boa sorte!

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Há dias encontrei-me com outra mulher, mas foi a pedido da minha esposa

Há algum tempo atrás eu sai com outra mulher, mas na verdade foi idéia de minha esposa.

- "Sabes que a amas" - Disse-me ela, um dia, repentinamente. - "A vida é curta, deverias dedicar-lhe mais tempo."

- "Mas eu amo-te!" - respondi.

- "Sei disso, mas amas ela também" - disse ela.

Essa outra mulher que minha esposa queria que eu visitasse era minha mãe.
Ela ficou viúva há alguns anos e, por causa do trabalho e da família, eu não a via com muita frequência .
Liguei para minha mãe naquela noite e convidei-a para ir ao cinema e jantar.

- "Aconteceu alguma coisa ? Há algum problema?" - ela perguntou.

Entendam que minha mãe pertence à geração para quem qualquer ligação depois das sete significa más notícias …

- "Queria só convidar-te para ir ao cinema e depois jantar, só nós dois, que tal?"
Depois de alguns segundos, ela disse apenas : "Eu gostaria, sim…"

No dia seguinte, à noite, fui buscá-la a casa. Era uma sexta feira e eu tive a sensação que há muito tempo não sentia: o tipo de nervosismo que sentimos antes de um primeiro encontro.

Quando cheguei lá vi que minha mãe também estava empolgada e nervosa. Ela estava à minha espera em frente à casa, usando o seu lindo casaco, com os cabelos bem penteados e com o vestido que usou no seu último aniversário de casamento. 

Ela estava radiante e com um lindo sorriso.

- "Eu falei para as minhas amigas que tinha um encontro com meu filho hoje à noite e elas ficaram muito contentes por mim!", disse ela ao entrar no carro.

O restaurante escolhido não era o mais chique, mas o pessoal era super simpático.

A ,inha mãe segurou o meu braço e parecia a Primeira Dama! 
Depois de nos acomodarmos, ela pediu que eu lesse o menu (- "Os meus olhos já não são o que eram", disse ela.).
Enquanto eu lia o cardápio, olhei para ela e vi que me olhava com uma expressão nostálgica.

- "Quando eras criança, era eu quem lia o menu".

- "Então, agora, deixe que seja eu a retribuir o favor", disse eu.

Passamos momentos óptimos, em agradável conversa simplesmente falando como estavam indo nossas vidas e nos esquecemos do tempo .

- "Eu aceito outro convite teu, mas só se me deixares pagar a conta da próxima vez!" Ela disse.

Quando eu a deixei em casa, lamentei de verdade despedir-me dela. Dei-lhe um beijo, um abraço e disse o quanto eu a amava. Ao chegar a casa, mais tarde, a minha esposa me perguntou como havia sido o encontro.

- "Foi maravilhoso, obrigado pela sugestão!" - Olhei para minha esposa e acrescentei: "muito melhor do que eu poderia imaginar".

Alguns dias mais tarde minha mãe faleceu de um ataque cardíaco, foi muito rápido e não houve nada que pudesse ser feito. Pouco tempo depois recebi uma carta do restaurante onde nós jantamos que dizia o seguinte:

- "Tenho certeza que não estarei aqui para um próximo encontro. Entretanto, tu e a tua esposa podem ter óptimos momentos juntos aqui como nós os tivemos. o teu próximo jantar aqui com a tua esposa já está pago e eu quero apenas que saibas o que aquele encontro significou para mim.

Com amor !

Mãe"

Naquele instante, entendi o quanto é importante que as pessoas que amamos saibam que as amamos, e que lhes dedicamos o nosso tempo. Não sabemos por quanto tempo as teremos perto de nós, das nossas vidas. Nada é mais importante que a família.

Se ainda tens a tua mãe, valoriza-a
Se não tens, recorda-la.



Autor desconhecido

In: doidices

Ama os teus próximos como se não houvesse amanhã


quarta-feira, 15 de abril de 2015

És uma benção! (Padre Fabio de Melo)

As nossas relações inter-pessoais são por vezes complicadas, não é?

Não! vamos aprendendo a melhorar a cada dia que passa e no meu caso, continuo a aprender, a gostar, amar, querer, tentar, cair e levantar. Seguir em frente, mas sempre, sempre na medida do possível e de preferência com pessoas por quem nutro um imenso carinho, um imenso amor, uma imensa amizade!

A verdade é que no video que se segue. estas palavras proferidas pelo Padre Fabio de Melo, eu já as ouvi, sim: ouvi pelos lábios de uma pessoa muito especial para mim.

Esse alguém que sempre se manifestou de uma forma algo complexa, levei algum tempo... alguns anos mesmo para entender, foi um desafio...

Um desafio que me fez compreender, aceitar, e sobretudo aprender não só a lidar comigo mesma, mas até conhecer e aprovar outros seres humanos.

Um desafio que me ensinou sobretudo... a crescer como pessoa!

Agiste quando tiveste que agir, tiveste o papel de amigo, irmão, conselheiro, guardião, ouvinte (bem... interrompes-me constantemente... hehehe) confidente e sábio!

E como te agradeço... agradeço-te imenso por seres como és!

Mas não tem defeitos, perguntam vocês, sim tem, e quem não tem? Eu tenho imensos, e gosto deles, tal como quem é meu amigo, aceita os meus.

Nutro por essa pessoa um carinho muito puro, admiração profunda, e um enorme respeito. 

Olhou para mim para além daquilo que eu aparentava ser... 

Esse olhar, que não vou querer outro igual: Sempre esteve a meu lado e procurou lapidar as arestas do meu ser, perdoou as minhas falhas, acompanhou-me em muitos momentos criticos.

Sim, retibui da mesma forma, sempre que pude e tive oportunidade, procurei sempre segurar as suas mãos, nos bons e maus momentos, enquanto os seus ouvidos e o seu coração permanecerem puros, eu continuarei do seu lado.

Este carinho continuará a ser intenso porque eu quero continuar a teu lado e cuidar de ti, tal como tu cuidas de mim.

Agradeço-te, por seres quem és!


Lembra-te passe o que se passar: Adoro-te!

segunda-feira, 23 de março de 2015

O lugar da mulher!


Eu sou mulher, mas não tenho um rabiosque enorme nem coxas sem celulite. Eu sou mulher, mas não sirvo para embelezar estádios, não sirvo para ser candidata a miss da claque de futebol nem para aparecer em anúncios de cerveja. A minha sensualidade não pode ser vendida como atrativo porque ela está na minha inteligência. Não é a minha arquitetura que me define, mas sim a minha biblioteca. Sou mulher, mas a minha existência não gira em redor da aprovação e da satisfação sexual masculina. Não deixo o mundo mais bonito quando uso uma roupa justa e sim quando falo, quando escrevo e quando trabalho. 

Não vou negar que fico feliz quando alguém generosamente me acha bonita. Mas sei que a beleza um dia será levada pelo tempo e, por isso, pouco restará. Portanto, se me alegro quando elogiam o corpo, contento-me ainda mais quando enaltecem o que produzo intelectualmente.

Sou uma mulher madura porque aprendi a rir do que antes me fazia querer ficar fechada no quarto a chorar. Sou delicada, não como um jarro de vidro, mas sim como as manhãs: expulso a escuridão não somente ao colocar um salto alto e um vestido estampado de vez em quando, mas também – e principalmente – quando abro um livro ou a minha mente.

Sou dona de mim e rainha do meu castelo. Sou o pássaro que canta, não para comunicar mas para permitir a primavera. Estou, paradoxalmente, cada vez mais presa aos que me libertam. O meu corpo carrega a história de tantas outras mulheres.

O meu tempo é hoje e ele não se mede por números. Mede-se pelas explosões e pela intensidade e complexidade dos momentos que vivi.

Eu sou mulher. E o meu lugar é onde eu quiser

By: Elika takimoto

quinta-feira, 19 de março de 2015

Pai.. meu grande companheiro!

Para falar de ti Pai, hoje encontrei num poema de Mário Quintana a tua verdadeira essência e que consiste no seguinte:

As tuas mãos tem grossas veias como cordas azuis 
Sobre um fundo de manchas já cor de terra 
Como são belas as tuas mãos 
Pelo quanto lidaram, acariciaram ou fremiram 
Na nobre cólera dos justos 
Porque há nas tuas mãos, meu velho pai 
Essa beleza que se chama simplesmente vida 
E, ao entardecer, quando elas repousam 
Nos braços da tua cadeira predileta 
Uma luz parece vir de dentro dela 
Virá dessa chama que pouco a pouco, longamente 
Vieste alimentando na terrível solidão do mundo 
Como quem junta uns gravetos e tenta acendê-los contra o vento 
Ah, Como os fizeste arder, fulgir 
Com o milagre das tuas mãos 
E é, ainda, a vida 
Que transfigura das tuas mãos 
Essa chama de vida, que transcende a própria vida 
E que os anjos, um dia, chamarão de alma...

Amo-te meu Pai


quarta-feira, 18 de março de 2015

Mãe... hoje foi dia de te agradecer..

Mãe.. hoje foi um dia para te agradecer!

Sim, se estivesses aqui, completarias 76 primaveras, ainda assim agradeço por teres vindo ao meu encontro neste teu dia!
Agradeço-te por teres feito parte da nossa vida e eu sinto-me lisonjeada por ter sido tua filha.
Este combóio que seguiu viagem não retornará, mas encontrar-nos-emos quando chegar perto da estação final.

Enquanto dura o intervalo, seguirei com o teu legado, aquele que me deixaste com um unico propósito:

As tuas experiências e repreensões que me servem como uma licão no meu quotidiano;
Os teus ensinamentos que tento seguir com todo o carinho;
As tuas advertências que tantas vezes me vêm ao pensamento quando tenho duvidas sobre algo!
E sempre me dás uma resposta!
Ter estado a teu lado foi uma benção e agradeço-te muito porque o que hoje sou, herdei algumas características de um dos meus maiores exemplos de vida: Tu minha Mãe!

Mãe: Sempre foste uma pessoa sensata, honesta, trabalhadora, linda, corajosa, determinada e objectiva.
Estas características sempre se manifestaram nos teus gestos, (sei que muitas vezes não os entendi...)
Surgiram do teu olhar, do teu abraço, do teu carinho, e com estes exemplos, com este legado, tenho crescido Mãe!

Não tem sido fácil, mas também me ensinaste a não desistir nas vicissitudes da vida, a saber escutar, amar, e lutar por tudo o que desejo.
Foste a minha melhor amiga, compreendeste todos os meus momentos, os meus estados, estiveste sempre presente (algumas vezes nem reparei..)
Curioso, como a vida nos ensina e nos corrige muitas vezes de uma forma severa, mas eu não me importo, porque sei que tudo isto faz parte do meu crescimento interior.
Mas o mais importante de tudo, é que por exemplo: hoje, posso não ter tido o apoio que desejaria, mas sinceramente habituei-me a saber lidar com a dor sózinha e até isso tu me ensinaste.
Ensinaste-me a levantar a cabeça e seguir, mesmo que os outros não compreendam porque me calo, ou se esqueçam porque motivos estarei triste. Nada disso importa, porque com todo o respeito, só faz falta quem está presente e tu mãmã: estiveste todo o dia comigo, senti.
Senti uma vez mais a tua presença, o teu carinho, o teu amor!
Este amor intenso e verdadeiro que nem a distância nos separa, até mesmo, porque nos reencontraremos nos braços uma da outra no estado puro e perfeito, porque o meu amor por ti, é e sempre será eterno!

Agradeço-te por teres estado comigo hoje quando me viste com a tua fotografia nas minhas mãos e lavada em lágrimas me abraçaste.
Esse abraço envolto na saudade que ambas conhecemos e jamais esqueceremos.

Agradeço-te por continuares a fazer parte dos meus dias, da minha história, da minha vida!

Amo-te querida mãe e jamais te esquecerei.




quinta-feira, 12 de março de 2015

O Poder de um Abraço

Quando foi a última vez que tiveste um abraço? Não digo um daqueles abraços falsos, um bocado forçados, tipo saudação social, mas um verdadeiro abraço, sincero, honesto e bom? Espero que não tenha sido há muito tempo. Nunca subestime os benefícios de um abraço. Um abraço pode fazer-nos sentir muito melhor e contribuir para o nosso bem-estar, verdadeiramente. Os Abraços realmente têm um poder incrível!

Provavelmente já experimentaste muitas vezes quando eras uma criança e te magoavas ou esfolavas um joelho, um abraço confortante da tua mãe ou do teu pai, instantaneamente tornou as coisas melhores. Ou quando confrontado com um trauma emocional, como por exemplo o fim de uma relação, um abraço de um amigo ajuda bastante. Qual é uma das primeiras coisas que costumamos fazer quando alguém perto de nós está a sofrer? Nós oferecemos um abraço. É instintivo e cura. Um abraço pode fazer-nos sentir muito melhor e contribuir para o nosso bem-estar.
Mesmo quando não há ninguém por perto para nos abraçar ou para abraçarmos, podemos obter algum conforto abraçando uma almofada, um animal de estimação, um peluche ou mesmo uma árvore. Quantas vezes já viste uma criança a abraçar um urso de peluche ou a sua boneca favorita? Isso dá-lhes uma sensação de segurança e fá-los sentir melhor. Embora a maioria dos adultos não admita isso, eles também provavelmente tem um objecto favorito para recorrer ou um animal de estimação, quando não há parceiro abraço humano nas proximidades. Os Abraços são terapêuticos! 

A famosa frase de psicoterapeuta Virginia Satir, “Precisamos de quatro abraços por dia para sobreviver. Precisamos de oito abraços por dia para nos manter. Precisamos de doze abraços por dia para crescer. “Se esses números exactos foram cientificamente comprovados não sei mas há uma grande quantidade de evidências científicas em relação à importância dos abraços e do contacto físico.
Investigadores da Universidade da Carolina do Norte descobriram que mesmo um breve abraço – tão pouco quanto 20 segundos – dado pelo parceiro, pode ajudar a reduzir os níveis de cortisol que contribuem para o stress. Além de diminuir os níveis de stress, os abraços também influenciam a redução da pressão arterial. Aparentemente, um abraço faz o seu coração bom de muitas maneiras!
Há algum tempo atrás havia um vídeo no YouTube que se tornou viral. Foi feito por Juan Mann, que segurava um cartaz que dizia “Free Hugs”, numa praça pública. Infelizmente ele teve de esperar algum tempo antes que alguém aceitasse a sua oferta, mas com o desenrolar do tempo as coisas melhoraram até que ele se tornou uma sensação. Ele criou assim a “Free Hugs Campaign”. Ele só queria mostrar o quão desesperadamente precisamos de mais abraços nas nossas vidas.

Uma vez que oferecer abraços a estranhos não é um método muito usual para aumentar a dose diária recomendada de abraços da maioria das pessoas, há muitas outras maneiras de fazer crescer o teu quociente de abraços.

Diz-se que a caridade começa em casa, assim como o hábito do abraço! Comece na sua própria casa. Jura a ti próprio que irás abraçar os teus familiares ou amigos com mais frequência. Na próxima vez que estiveres numa festa ou reunião, oferece um abraço às pessoas quando fores cumprimentá-las ou despedir-te. É um óptimo hábito para se desenvolver. Quem sabe se podes acabar por começar a organizar festas do abraço. Aproveita todas as oportunidades para abraçar as pessoas, quando for apropriado. E não te esqueças dos teus animais de estimação. Eles também adoram abraços!

Às vezes, a maneira mais fácil e mais simples de obter mais abraços é perguntando. Raramente alguém recusa e é sempre uma situação win-win! Os Abraços são poderosos e quem sabe, talvez abraçando mais podemos de uma forma incrível curar o mundo! Já tiveste um tipo de dia muito ocupado que talvez te deixa a sentir um pouco desconectado? Eu tenho e raramente noto isso, até que alguém vem e coloca uma mão nas minhas costas para chamar a minha atenção e meu cérebro diz: “Uau! Senti-me mesmo muito bem!” O mais simples toque humano quando não está à espera disso, ou até mesmo quando se está espera disso, pode trazer tanta alegria e contentamento. Um abraço é um passo na direcção de um nível superior de relacionamento e muitos de nós não temos em atenção a nossa quota diária de abraços. 
E se tens duvidas no porquê de deveres dar tantos abraços clica aqui.

In: SU

A caligrafia da chuva

 
Quando chove – entre nós – é sinal de um milagre que se avizinha, diz-se; e hoje choveu bastante. 
Cá dentro reverbera o murmúrio da chuva; seus traços oblíquos e líquidos, o seu falar intermitente. 
É pois o fio da sua húmida caligrafia, o redesenhar do destino a cada badalada do seu sino. 
A metamorfose, o renovar, o vivificar; é tudo quanto se espera depois da chuva preencher o chão com a sua escrita.

A chuva representa em muito a esperança, seja de uma boa colheita ou de uma sementeira promissora. 
As pessoas campestres – como eu – gostam da chuva, para além de atenuar o calor que por aqui se faz e humedecer a relva para os pastos, a chuva é por si só um sinal, um símbolo de fertilidade e de fartura. 
Um sentimento de alívio ressoa sempre que chove: haverá, de certeza, água para um, dois ou três dias, e os banhos não mais serão austeros, e as flores envoltas ao quintal libertar-se-ão da esquálida magreza imposta pelos fulminantes raios do sol.

Um sentimento de alívio ressoa sempre que chove

A chuva só deixa de ser boa quando inunda tudo em volta, quando chove torrencialmente ou quando faz transbordar os rios, deslizando a terra ou quando arrasa os vales, derruba as pontes e viadutos. Aí sim, causa tristeza e torna-se um bem desnecessário! Aliás, diz o ditado que tudo em excesso faz mal.

Há vezes que ocorre cruzarmo-nos com um parente ou um amigo que o tempo há tanto nos separara e dizemos convictos “hoje vai chover”, porém não é a chuva – fenómeno físico ou natural – que esperamos mas queremos apenas enfatizar o encontro, o seu lado “miraculoso”.

Conota-se com isso a falta da chuva, a saudade, a secura que é isso, e traduzimos, portanto, na falta que esse parente ou amigo nos faz.
Hoje choveu muito, eu dizia, e um cinzento esbateu-se por dentro, tão baço quanto era o próprio dia. Quanto era, digo, porque, súbito, o telefone tocou:

– Alô, quem fala?

E uma lâmpada acendeu a vela memorial de tempos idos, tempo antigo, em que o amor tinha outro sabor.

Fosforesceu o dia em mim, e de repente uma vontade de me molhar, de dançar à chuva.

A chuva fez tanto sentido e, enquanto pingava, era como se o fizesse no tecto do meu coração. Uma pessoa que eu tanto quero bem sem saber que a mim ela quisesse também, ligou-me e isso era tudo o que faltava para o meu dia explodir de beleza, nesses dias que só a nostalgia e velhas lembranças dão sentido ao meu viver.

Álvaro Taruma, escritor moçambicano

Pense positivo e atraia boas energias


Se você quer ter uma vida feliz e realizada, o primeiro passo é deixar de lado medos e pensamentos negativos. No lugar disso, cubra sua mente somente com imagens maravilhosas de paz e amor. Lembre-se: tudo aquilo que você atrai é fruto do conteúdo de seus pensamentos.

Pode observar. Quando você está se sentindo bem, atrai coisas positivas: felicidade, alegria, otimismo, paixão, sorrisos. Do contrário, se está se sentindo mal, atrai somente coisas negativas: tristeza, solidão, culpa, raiva, vergonha.

Quer saber o que você está atraindo agora? Pergunte-se: “como me sinto?”. Por certo, encontrará a resposta de tudo o que acontece com você. Se a todo o tempo está com raiva da vida ou mal-humorada, é obvio que só receberá o que não deseja. Ser feliz é o atalho para chegar mais rápido aonde você quer.

Aproveite e comece fazendo uma limpeza geral na alma. Preencha só com pensamentos altruístas, felizes, aqueles que fazem você se sentir bem. E não se preocupe se está fazendo certo ou errado. Seu compromisso agora é simplesmente fazer o seu melhor. E cada um tem o seu. Nada é comum a todos, tudo depende de cada experiência. Se, em uma situação você agiu de tal modo, deu certo e você se sentiu bem, então esse é o seu melhor. Mas não confunda, hein? Não estou dizendo pra você ser a certinha, a boazinha. E sim que deve agir de acordo com seu instinto.

Integridade é estar no seu melhor. E, quando você vai para o melhor, tudo começa a dar certo. Como chegar lá? Invista na autoconfiança, dê importância a você. Somente a dedicação e a consideração profunda por si mesma é que a levarão para o melhor. Confie que a sua estrada é diferente da dos outros. Aliás, nunca tenha medo de se sentir diferente de ninguém. Veja bem: você está aqui para fazer a diferença! É por isso que a vida é linda – pelas diferenças, a coragem de assumir o próprio eu. Se o mundo aceita ou não, isso não importa. O principal é você se aceitar. Dessa forma, você estará protegida e no caminho da evolução.

Luiz Gasparetto
In: UN

domingo, 1 de março de 2015

Metade...

Que a força do medo que tenho
Não me impeça de ver o que anseio;
Que a morte de tudo em que acredito
Não me tape os ouvidos e a boca;
Porque metade de mim é o que eu grito,
Mas a outra metade é silêncio...

Que a música que eu ouço ao longe
Seja linda, ainda que tristeza;
Que a mulher que eu amo seja pra sempre amada
Mesmo que distante;
Porque metade de mim é partida
Mas a outra metade é saudade...

Que as palavras que eu falo
Não sejam ouvidas como prece
E nem repetidas com fervor,
Apenas respeitadas como a única coisa que resta
A um homem inundado de sentimentos;
Porque metade de mim é o que ouço
Mas a outra metade é o que calo...

Que essa minha vontade de ir embora
Se transforme na calma e na paz que eu mereço;
E que essa tensão que me corrói por dentro
Seja um dia recompensada;
Porque metade de mim é o que penso
Mas a outra metade é um vulcão...

Que o medo da solidão se afaste
E que o convívio comigo mesmo
Se torne ao menos suportável;
Que o espelho reflita em meu rosto
Um doce sorriso que me lembro ter dado na infância;
Porque metade de mim é a lembrança do que fui,
A outra metade eu não sei...

Que não seja preciso mais do que uma simples alegria
para me fazer aquietar o espírito
E que o teu silêncio me fale cada vez mais;
Porque metade de mim é abrigo
Mas a outra metade é cansaço...

Que a arte nos aponte uma resposta
Mesmo que ela não saiba
E que ninguém a tente complicar
Porque é preciso simplicidade para faze-la florescer;
Porque metade de mim é platéia
E a outra metade é canção...

E que a minha loucura seja perdoada
Porque metade de mim é amor
E a outra metade... também.


In: Oswaldo Montenegro

Se um dia eu morrer antes de você!

Se eu morrer antes de você, faça-me um favor.
Chore o quanto quiser, mas não brigue com Deus por Ele haver me levado.
Se não quiser chorar, não chore.
Se não conseguir chorar, não se preocupe.
Se tiver vontade de rir, ria.
Se alguns amigos contarem algum fato a meu respeito, ouça e acrescente sua versão.
Se me elogiarem demais, corrija o exagero.
Se me criticarem demais, defenda-me.
Se me quiserem fazer um santo, só porque morri, mostre que eu tinha um pouco de santo, mas estava longe de ser o santo que me pintam.
Se me quiserem fazer um demônio, mostre que eu talvez tivesse um pouco de demônio, mas que a vida inteira eu tentei ser bom e amigo.
Se falarem mais de mim do que de Jesus Cristo, chame a atenção deles.
Se sentir saudade e quiser falar comigo, fale com Jesus e eu ouvirei. Espero estar com Ele o suficiente para continuar sendo útil a você, lá onde estiver.
E se tiver vontade de escrever alguma coisa sobre mim, diga apenas uma frase :
'- Foi meu amigo, acreditou em mim e me quis mais perto de Deus!'
Aí, então derrame uma lágrima.
Eu não estarei presente para enxuga-la, mas não faz mal. Outros amigos farão isso no meu lugar.
E, vendo-me bem substituído, irei cuidar de minha nova tarefa no céu.
Mas, de vez em quando, dê uma espiadinha na direção de Deus. Você não me verá, mas eu ficaria muito feliz vendo você olhar para Ele.
E, quando chegar a sua vez de ir para o Pai, aí, sem nenhum véu a separar a gente, vamos viver, em Deus, a amizade que aqui nos preparou para Ele.
Você acredita nessas coisas?
Sim? Então ore para que nós dois vivamos como quem sabe que vai morrer um dia, e que morramos como quem soube viver direito.
Amizade só faz sentido se traz o céu para mais perto da gente, e se inaugura aqui mesmo o seu começo.
Eu não vou estranhar o céu. Sabe porque? Porque ser seu amigo já é um pedaço dele!

"Desconheço o autor"

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Neste verão, qual é que você vai ser? Sereia ou Baleia?



Uma academia colocou um outdoor em São Paulo que dizia o seguinte:

Neste verão, qual é que você vai ser? Sereia ou Baleia?


Uma mulher enviou-lhes a sua resposta e distribuiu o seguinte email:
Ontem vi um outdoor com a foto de uma moça escultural de biquini e a frase: Neste verão, qual é você vai ser? Sereia ou Baleia?
Respondo:
As Baleias estão sempre cercadas de amigos.
As Baleias têm a vida sexual activa, engravidam e têm filhotes lindos.
As Baleias amamentam.
As Baleias andam por aí a cruzar os mares e a conhecer lugares fixes como a Antárctida e os recifes de coral da Polinésia.
As Baleias tem amigos golfinhos.
As Baleias comem camarão à brava.
As Baleias esguicham água e brincam muito. As Baleias cantam muito bem.
As Baleias são enormes e quase não tem predadores naturais.
As Baleias são bem resolvidas, lindas e amadas.
As Sereias não existem…
Se existissem viveriam em crise existencial: Sou um peixe ou um ser humano? Não têm filhos pois matam os homens que se encantam com a sua beleza.
São lindas mas tristes e sempre solitárias…
Querida academia, prefiro ser baleia!”

(A referida academia retirou o outdoor na mesma semana!)

“Muitas vezes o ser humano importa-se tanto com o exterior de uma pessoa (criticando a gordura) e a posse de bens materiais, e esquece que o mais importante é o interior, os sentimentos daquela pessoa…
Vamos valorizar mais o que somos e não o que os outros visualizam pois cada um sabe como quer estar ou fazer de si…


E só assim seremos felizes.”

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Mulher acima de 30… por Arnaldo Jabor



 
Na medida em que envelheço e convivo com outras, valorizo mais ainda as mulheres que estão acima dos 30. Elas não se importam com o que pensas, mas têm um coração se tiveres a intenção de conversar.
Se ela não quer assistir a um jogo de futebol na tv, não ficará à tua volta a resmungar, ela procurará alguma outra coisa que queira fazer…

E geralmente é algo bem mais interessante (pelo menos para ela).
Conhece-se o suficiente para saber quem é, o que quer e quem quer.
Não ficam com quem não confiam.
Mulheres tornam-se psicanalistas à medida que o tempo por elas passa (ou elas pelo tempo).

Não precisas confessar os seus pecados… elas sabem…

Ficam lindas quando usam u batom vermelho ou outra cor que contraste com o seu tom de pele.
O mesmo não acontece com as mulheres mais jovens…
Mulheres mais velhas são directas e honestas.
Vão te dizer na cara se fores um idiota, caso estejas a agir como um!

Não precisas de te preocupar onde te encaixas na sua vida. Basta agires como homem e o resto deixa que ela faça…


Sim, nós admiramos as mulheres com mais de 30 anos! Infelizmente isto não é recíproco, pois para cada mulher com mais de 30 anos, estonteante, bonita, bem apanhada e sexy, existe um careca, pançudo em bermudões amarelos "bancando o bobo" para uma garota de 19 anos…

Senhoras, eu peço desculpas! Para todos os homens que dizem: “Porque comprar a vaca, se podes beber o leite de graça?”, aqui está a novidade para vocês:
Hoje em dia 80% das mulheres são contra o casamento e sabem por quê?
Porque as mulheres perceberam que não vale a pena comprar um porco inteiro só para ter uma linguiça!”.

Nada mais justo!



Texto de Arnaldo Jabor

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Para ti meu bom e querido amigo!

Os meus pensamentos proliferam à medida que penso nos últimos acontecimentos
Como podes pensar que eu quero entrar no teu cofre inviolável?
Desculpa mas é uma tremenda estupidez!!!
Alô? Pensei que me conhecias melhor?
A forma como te exprimes é que me deixa completamente perplexa!! 
Complexos por ser Muher? Chatear-te? Com que objectivo?
Tenho prazer em provocar discussões?
É melhor silenciares a tua mente porque não sou eu a tua inimiga. 
Falando em sentido figurado: Estamos em degraus diferentes em que um espera pelo outro e com a pressa, tropeçamos e obviamente magoamo-nos!
As palavras pagam.se caras, e com isto não digo que só tu as mencionas porque eu também tenho a minha quota parte, contudo, acção gera reação e por aí adiante.
Não tenho o menor problema em afirmar o que vejo em ti como pessoa, mas também me decepciono, talvez porque penso que às vezes criei uma personagem... Não sei, mas também não quero saber, pois só o tempo me o dirá.
O ser humano que vejo, trata-se de alguém com um enorme sofrimento que é constantemente injuriado pelas realidades a que é obrigado a submeter-se! E não me refiro apenas ao presente (já lá vamos) vem de um passado cuja transmutação tem sido largamente deteorada, mas isso não implica a negação de outras ajudas (pessoas) que cruzaram o teu caminho para que contigo te ajudem a superar.
Como é natural com altos e baixos e também elas de alguma forma te deixam marcas... por vezes até irreversíveis!!! Outras que por muito que vivas jamais conseguirás pagar o agradecimento que tens para com elas!
O presente pelo qual estás a passar é de uma tremenda perda à qual eu admirava e admiro e tenho o meu maior respeito, posso apenas e só resumir o que sinto, quando se tratou do meu caso: A dor é incessante por que ultrapassa em tudo a realidade principalmente sendo uma das nossas referências, senão no teu caso a maior referência. Sentimo-nos esgotados pelos esforços: psicológico, físico e emocional dia atrás dia que chega a determinados momentos nos leva praticamente à loucura. Procuramos motivos e explicações pelos quais tudo está a acontecer, falta-nos o chão, o ar, falta-nos sobretudo a vontade continuar!
Apoiamo-nos mutuamente na esperança que Deus oiça as nossas preces e dê um pouco mais serenidade e pedimos para ir ao encontro de quem amamos o mais brevemente possível. Sentimo-nos culpados, considerando que deveríamos ter feito mais…tudo nos recorda a pessoa, pequenos detalhes, pormenores, lugares, e até mesmo objectos como uma simples cadeira, ou um relógio de uma sala ao qual não conseguimos mais tocar porque ali naquele exacto momento tudo parou!
Parou o tempo, parou a nossa mente, parou... a vida!
E voltar a enxergar a realidade é complicado, nada fácil não, mas tentamos reagir e ainda muito debilitados, qualquer situação nos faz cair... e deixamo-nos ir.. ir...creio até que pretendemos mesmo ir...
Essa história de que a vida te faz forte, porra, da-me a sensação que por vezes não se vive como ser humano mas sim como se fossemos de ferro, e o quê? confundem as pessoas com rambos?
Óptimo para a ficção cientifica, não para mim!
O homem que eu vejo, perdido, sem rumo, desacreditado, está com claras tendências a isolar-se!
Sorry amigo, se pensas que não vou tentar, pelo menos tentar impedir!
É obvio que tens que ter o teu tempo e com ele aprender a saber lidar com toda esta adversidade, mas não podes só pensar em ti!
Há pessoas ao teu redor que te amam, que te querem nas suas vidas, que apelam para que te apoies nelas e de alguma forma aos poucos vás reagindo!
Pode ser duro neste momento falar assim contigo, até parece que sou fria!
Estás enganado!
Não te esqueças que apareceste na minha vida justamente num dos piores momentos em que quase tudo se me estava a desfalecer.. inclusivamente eu!
E sim, de alguma forma me ajudaste a superar as minhas adversidades. Não estiveste no momento que mais precisei é verdade! mas estiveste em outros...
A vida é mesmo assim, estamos quando somos necessários e se não somos, a vida encarrega-se de que cada um siga o seu destino!
Vejo esta vida ingrata de alguma forma como se todos nós fossemos anjos da guarda uns dos outros, mas também te aviso que sempre estás à vontade para me despedir!
Aceitas-te o meu contrato de amizade mas espero que não te esqueças de ter lido (sim, porque estavam escritas em letras garrafais) que ao aceitares a minha pessoa, seria com todos os defeitos e qualidades que te fossem inerentes.
Não, não sou a melhor pessoa do mundo, sou o que sou e aquilo que represento faz de mim um ser humano, para uns mais especial que para outros.
É isso que faz de mim não um ser diferente, mas sim um ser exclusivo (com edição limitada).

Portanto tens mais do que uma escolha na vida, e só tu poderás eleger, mas é minha obrigação chamar-te à razão!
Ser meiga quando tenho que ser, fazer-te ver as coisas contra a tua vontade quando creio que a minha consciência e coração estão em uníssono e praticam o que consideram o melhor para alguém que merece o meu respeito e carinho.
Posso até não estar correcta, mas até prova em contrário, nada nem ninguém me vai fazer ver o contrário!
A dor penetrante que existe em ti é compreensível, aceitável até a um determinado ponto!
Lamento, lamento mas não sou de ficar na bancada e assistir à tua auto-destruição! Aliás tu sabes disso, tanto que sabes que ages de forma egocentrica (até poderei acreditar que não seja propositado).

Ainda assim estendo a mão!
Quer queiras, quer não, vês em mim a tua versão feminina, porque não somos assim tão diferentes na forma de pensar e estar, e confias, achas que reajo como tu, mas esqueceste que também temos pontos divergentes!
Sei que como dizes "confias em mim cegamente!" - Confias mesmo? porque raio interpretas-te tu que quero violar o teu cofre???????? - Prece-me algo descabido!
Não penses que não te compreendo, compreendo mais do que possas imaginar, mas calo-me porque acreditoque todos nós temos o dever de saber o que é o melhor para nós!
Não interfiro nas tuas dissertações a não ser quando vejo que estás em queda abismal, daí ontem te ter pedido para proferir algumas palavras e que me foram negadas e chocar-te quando te disse: vai dormir!
Eu compreendo que te tenha chocado, talvez, um dia também compreendas o que pretendi transmitir, agora não estás preparado para ouvir nem metade!
Não porque não queiras, senão porque neste momento estás numa fase de negação. Nem sei se as minhas palavras escritas neste texto vão fazer alguma diferença, mas tenho fé que se faça luz na tua mente!
Repara o que tenho estado a escrever seria impossível que me ouvisses, porque tens uma falha quanto a mim ainda um pouco grave: TENS QUE APRENDER A OUVIR E INTERIORIZAR.
Só reages ao tramento de choque... o que me deixa deveras triste.. muito triste mesmo! Tens mesmo alguma dificuldade em te colocares no lugar de alguém nalgumas circunstâncias.. perdendo alguma sensibilidade daquela que outrora conheci em ti...!

Acredito que se vai fazer em ti o tal "clique" que a qualquer momento eu espero!
E se pensas que estou a fazer acusações, tira o cavalinho da chuva porque apenas estou a olhar neste momento para o teu coração que está a querer fechar-se e faz mais ruído que uma porta ou que um colchão velho.
Esse coração que em si tem uma alguém muito agradavél, meigo, destemido, brincalhão, cativante e que reage impulsivamente mas que desesperadamente pede compreensão;
Alguém cujos olhos estão vendados face à sua dor que não permite que ver que quem o rodeia preocupa-se tanto com ele que me chega a doer a alma quando em si se fecha! Só se vê com o coração. o essencial é invisivél aos olhos...
Não o faças, não permitas, porque tu és uma pessoa que tens muito de ti para dar e receber... ou se tens!!!
Tens direito a organizar a tua vida, a superar barreiras, repara que até os desvaneios dos pcs conseguem te desafiar e após as mais variadas tentativas superas com êxito!
Se alguém não te compreende, enquanto não te justificares e agires de acordo com a tua consciência não descansas!
Não descuras uma só oportunidade para repensar a tua vida, procuras alternativas, apresentas soluções, mas o mais hilariante é que fazes isto por rotina, porque faz parte de ti! dás a volta por cima!
A tua voz, as tuas palavras por mais duras que possam parecer, geram sobretudo muito amor e também compreensão no acto da dor alheia!
Até mesmo o teu mau feitio eu lhe acho uma certa piada! (psiu não contes a ninguém, mas rio-me às tuas custas de vez em quando, porque sei que me tentas demonstrar algo que não és).

Eu também tenho problemas de expressão, sofro repentinamente uma espécie de gaguez quando se trata de falar com o coração!
Tens o dom natural de falares sobre as tuas experiências, as tuas histórias,  às quais delicio-me a ouvir, quando não adormeço! (não é no sentido prejurativo, mas sim porque me tranquilizas).

A pessoa que vejo é de alguém com nobres sentimentos e valores que enalteço porque te admiro, mas não te habitues à ideia porque só te revelo uma vez, senão ninguém te cala e tornas-te muito "cagão"!

Tal como tu, nem sempre estou bem, e às vezes só peço: compreensão!
Lamento nem sempre corresponder às tuas expectativas mas esta sou eu, a reclamar com quem mais gosto e como te disse, sempre podes renunciar ao nosso contrato!
Nada te prende a mim e outro caminho ou destino também posso percorrer, caso a teu lado não me queiras!

Até parece mal, o que te vou dizer, mas fica longe, longe o suficiente para ouvires as minhas sinceras palavras: Adoro-te!
(Não vá ser mal interpretada!)

Obrigado John

Poucas são as pessoas a quem eu me atrevo a escrever publicamente ou pelo menos num blogue.
Mas hoje quero-te agradecer pela fabulosa pessoa que és e também no que me ajudas a transformar: Num melhor ser humano.

Acredita que fico grata por todos os momentos em que te recordas de mim, seja em qualquer meio de comunicação:
- Todos os dias me deixas uma mensagem no skype - mesmo que não consiga responder no momento, sei que pelo menos alguém me deixa os bons dias da forma mais agradável que alguém possa ter. Para ti, não há feriados, não abdicas de algum momento teu, sem permitires que não tenha noticias tuas.
Sei que por vezes sou acelarada e já te respondo ao final do outro dia, mas permites que o meu sorriso rasgue quando sinto o teu carinho, a tua amizade, a tua ternura.
- Facebook - hehehe ou falsebook ou facebokas - como lhe queiras chamar, não existe um dia em que não me deixes a tua "marca".
- Emissões - Muito raramente falhas, a não ser quando uma força maior te impede. Avisas-me sempre do que está a ocorrer nos períodos de emissão e mesmo fora da mesma, caso algo aconteça.
Sabes, por vezes damos valor a determinadas situações que decorrem ao nosso redor e não nos damos conta que o mais importante é mesmo quem está conosco - nos piores e melhores momentos, com defeitos e qualidades, com o meu bom humor e péssimo feitio - e tu? tu estás sempre, mas sempre disponível para mim e não há palavras para agradecer, porque eu sinto!
Costumo dizer que amizade não se agradece, sente.se!
Acontece que no meu "sentir", tenho e devo te agradecer por tudo.
Podes não concordar com as minhas palavras, pedes-me que me tranquilize;
Aceitas as minhas convicções, ainda que não as entendas;
Todos os dias, tens um tempo para mim, uma palavra amiga, um ombro, mas o que mais admiro em ti é a tua capacidade de encaixe! E passo a explicar:
Não sou própriamente a pessoa mais doce do mundo, mas tu tens a dose certa para que eu volte a sorrir;
Não conheço em ti uma critica que saia dos teus lábios, mas sim advertências, aceitas as minhas tomadas de decisão e tentas compreender as minhas atitudes.
Sim, temos dias também em que discordamos, ainda assim, tentas te justificar ao mais infimo pormenor.
Se estou doente, não descansas enquanto não souberes de mim, tentas por todos os meios saber como estou, onde estou, se melhorei, quando chego!
Impressionante este carinho com que me abraças todos os dias e eu sempre a acelarada, creio que por vezes não te dou mais atenção merecida e lamento!
Falho e garanto-te que não é porque queira, senão porque mal geri o tempo.
Sempre te considerei o meu anjo-da-guarda e não me enganei!
Se há pessoa que me conhece pela voz, pela forma como escrevo, como me manifesto, esse alguém és TU mano John!
És o meu aconchego, porque sei que por mim atravessarias a imensidão do espaço e transcederias os limites da vida e com tudo isto só me posso sentir grata, por ter um irmão tão dedicado, o meu anjo que me ampara, me defende... sem nada pedir em troca.
Agradeço a Deus por te ter colocado no meu caminho, porque és uma dádiva a que eu chamo de meu anjinho da guarda.
Agradeço-te por tudo mano john
Adoro-te!